Maio 24 2017 4Comentários
ronatura-sociedadevegan-01

Erva de São Roberto – uma planta cheia de energia e vitalidade

queijo vegan

Quando no final de 2016 estive em Valência, a assistir às jornadas gastronómicas vegetarianas promovidas pela UVE, uma das palestras foi dedicada às plantas e ervas aptas para consumo humano, que existem perto de nós mas que muitas vezes não sabemos reconhecer o seu valor nutricional, aromático, medicinal ou até mesmo como se preparam. Isto faz com que as deixemos de parte.

Uma das ervas mais abundantes no nosso país é a erva de São Roberto, uma erva repleta de valor e é facilmente encontrada em terrenos húmidos.

Um dos constituintes da era de São Roberto é o citrenol, que tem uma acção anticancerígena e anti-inflamatória. Num estudo de 2009 (divulgados pela Phytotherapy Research) o consumo de erva de São Roberto fez diminuir a leucopenia em 105 doentes oncológicos que estavam em tratamento de quimio e radioterapia.

As vantagens da utilização desta erva são inúmeras e no inicio do ano quis experimentar. As mudanças que aconteceram este ano começaram a mexer com o meu sistema nervoso, deixando-me mais ansiosa e fragilizada. Tudo isto mexeu com o meu sistema e tomei a decisão de experimentar esta planta milagrosa.

Uma das maneiras mais fáceis de tomar é a partir do chá. Para fazer o chá precisamos de colher a planta com a flor. O ideal é mesmo quando o tempo está mais seco, evitando que se estrague rapidamente. A secagem, deverá ser feita num local seco abrigado do sol. Para fazer o chá basta ferver cerca de 15 gramas de erva de São Roberto por litro de água.

Outra forma, pode ser através de um suplemento alimentar (xarope) com grande concentração de erva de São Roberto, capaz de satisfazer as nossas necessidades. O que escolhi foi o Ronatur, produzido apenas com água, erva de São Roberto, geleia de agave e sumo de limão. Basta tomar 1 colher de sopa, três vezes por dia e temos a nossa dose recomendada. O Ronatur (Natural by L) é 100% natural e sem adição de conservantes químicos, o que torna os produtos com uma validade mais curta do que outros que possam ter aditivos e conservantes. Esta tem sido uma preocupação que tenho tido ultimamente e que cresce cada vez mais, a extinção tanto quanto possível de produtos conservantes que possam causar mais dano ao nosso corpo do que benefício (a longo prazo).

ronatura-sociedadevegan-03

 

O sabor do xarope, não é doce, tem um leve trago a alcaçuz, mas é muito fácil de tomar e basta guardar no frigorífico, até um mês após a abertura.

Este suplemento ajudou a reduzir os meus sintomas de fadiga, stress e cansaço, que já ameaçavam o sistema digestivo, deixando-me com dificuldade em manter uma rotina de refeições fixas o que prejudicou bastante o meu plano de exercício. Sem uma alimentação correcta, não é possível ter resultados ou conseguir estabelecer novos limites físicos.

A erva de São Roberto tem outras propriedades que também queria mencionar, para que possas ficar a conhecer um pouco mais:
1. Problemas gastrointestinais, nomeadamente úlceras de estômago, azia, digestões difíceis e/ou diarreias.

2. Estimulante do sistema imunitário.
3. Devido à sua acção diurética, pode ser benéfica nas inflamações urinárias
4. o seu uso tópico pode ser um excelente cicatrizante
5. Em caso de gengivite ou inflamações orofaríngicas pode ser feito gargarejos.

ronatura-sociedadevegan-02

Receita de Refresco de Erva de São Roberto

Esta foi uma das formas que eu utilizei o xarope, para tomar e refrescar-me.

Ingredientes
2 colheres de xarope Ronatur
500ml de água
Rodela de limão

Preparação
Misturar os ingredientes todos e adicionar umas pedras de gelo.

Atenção, este xarope não é indicado para grávidas.

Espero que o artigo vos tenha sido útil e se quiserem saber mais sobre a erva de São Roberto, podem conhecer o website onde encontrei este maravilhoso xarope: naturalbyl.pt

 

proteína vegan

4 comments

  1. Olá Beatriz,

    Lendo seu artigo gostaria de um esclarecimento: tenho uma irmã que está com um diagnóstico de esofagite erosiva por refluxo grau III, que se agravou após uma cirurgia bariátrica, pois com a cirurgia sua alimentação se restringiu drasticamente. Hj ela mal consegue se alimentar, faz acompanhamento com todos os médicos possíveis da área (gastro, nutricionista etc) mas sem respostas positivas…faz exames regulares para acompanhar o processo e toma medicações alopáticas indicadas pelos médicos (pantoprazol). Encontrei seu artigo informando que ele tem uma ação anticancerígena e anti-inflamatória o seu uso tópico pode ser um excelente cicatrizante, minha dúvida é se ele realmente é totalmente natural (pra que não entre em conflito com o tratamento alopático). Ela tem 66 anos e são poucos alimentos que “entram e ficam” em seu organismo. Segundo os exames o quadro clínico geral está bem mas possivelmente terá que se submeter a uma cirurgia para conter o refluxo. Acha que a erva de são roberto poderá nos ajudar? Aguardo! Gratidão desde já!

    Responder
    1. Olá Mariangela.

      O consumo de Erva de São Roberto, em pacientes como a sua irmã, deverá ser acompanhado por um médico. Alguns medicamentos que estão a ser utilizados no tratamento da sua irmã podem reagir com a Erva.

      Apesar de ser natural, alguns quadros clínicos merecem uma atenção especial.

      Até breve

      Responder
  2. Poderá ser tomado por quem amamenta?
    Obrigado

    Responder
    1. Olá Joana, infelizmente não é aconselhado a grávidas e lactentes =(

      Responder

Escreva uma resposta ou comentário