Setembro 05 2015 1Comentário
tatuagem

Porquê ser vegan?

queijo vegan

Tornei-me vegana há 10 anos. Não me vejo de outra forma sem ser vegana. A mudança aconteceu de uma forma inesperada e apesar de ter passado por três fases distintas hoje sinto-me feliz, tranquila com a opção consciente que tomei.

As três fases principais que antecederam a minha mudança foram acontecendo gradualmente, à medida que ia aprendendo e adquirindo mais conhecimentos sobre o que está por trás daquilo que, culturalmente, é considerado “comida”.

A primeira fase foi deixar de comer carne de animais terráqueos. Esta foi a mudança mais rápida, foi um acordar com a adopção da Natty (uma cadelinha boxer), deixei de conseguir distinguir o cão que eu adorava e o animal morto decepado no meu prato. Passado pouco tempo deixei o peixe e com a ajuda de podcasts aprendi o que a indústria dos lacticínios e produção de ovos escondiam.

À medida que ia alcançando uma nova fase, sentia que não era suficiente, não conseguia suportar saber que tinha contribuído para que um animal não-humano tivesse sofrido e sentia-me culpada. Agora, falando com outros veganos, sinto que é um sentimento comum.

natty-beijinho

Mas o que é o veganismo?

Há pouco tempo coloquei um artigo que diferencia os diferentes tipos de vegetarianos. O veganismo é um estilo de vida, que exclui todos os produtos e ingredientes de origem animal, quer da alimentação (carne, peixe, lacticínios, mel,), quer dos produtos de cuidado pessoal, da casa, vestuário e calçado (lã, seda, couro,), assim como espectáculos que usem animais para entretenimento, como acontece no circo, tourada, jardins zoológicos,

Ao abraçar o veganismo, ao contrário do que muitos possam acreditar, abre-se um novo leque de opções e sabores, que até então muitas vezes não nos aventuraríamos. A alimentação vegana é muito variada e barata, bem mais económica do que uma alimentação que se baseie em produtos de origem animal, os 1 kg de legumes é mais barato do que 1 kg de carne.

A alimentação vegana oferece-nos todos os nutrientes que precisamos, As proteínas obtidas a partir dos alimentos vegetais podem ser consideradas mais saudáveis, são ricas em fibra, antioxidantes, fito nutrientes, isentas de colesterol e tem poucas gorduras saturadas. (Ex. 100gr de lentilha já cozinhada tem 9,1g, seitan 24,0g, proteína de cânhamo 50,0g).

Apesar de gostar de cozinhar, muitas vezes preciso de jantar em restaurantes, quer sejam vegetarianos ou não. Tenho notado que muitos restaurantes, começam a ter um prato vegetariano, que muitas vezes é facilmente transformado em vegano. Mesmo que não tenham uma opção vegana, falando com quem nos recebe e fazendo um pedido explicito, torna-se fácil conseguir um prato colorido e completo.

GREEN

Para comprar calçado e vestuário é sempre aconselhável ler as etiquetas, mas já existem marcas que tem a atenção de colocar nas etiquetas, se a peça tem algum produto animal (lã, caxemira, pele, penas, seda, camurça) na sua composição.
Quando não se encontra marcas veganas, estes são os símbolos que devem conhecer para comprar:

etiquetas

Exemplo de um plano diário
Pequeno-almoço
1 café
1 taça de aveia ou granola com bebida vegetal (arroz, soja, aveia ou amêndoa) e fruta

Meio da manhã
1 iogurte de soja e 1 punhado de frutos secos

Almoço
Creme de abóbora com shitakke
Caril cremoso de tofu com salada.
Pudim de abacate

Lanche
1 taça de açaí com granola

Jantar
Chips de batata-doce assada acompanhada de legumes gratinados
Gelado de banana

Se for ao ginásio pode optar por um batido de cânhamo com aveia, banana é uma colher de manteiga de amendoim 45minutos antes do treino.

Lista de compras:
1. Seitan
2. Tofu
3. Tempeh
4. Manteiga de amendoim / amêndoa / caju
5. Sementes e nozes
6. Aveia
7. Leguminosas
8. Levedura de cerveja
9. Quinoa
10. Bulgur

frurtas393

A alimentação vegana é uma alimentação muito rica e variada, com muitos benefícios para a saúde. desde que seja bem planeado, o regime alimentar vegano satisfaz as necessidades nutricionais de todos os ciclos da vida, desde a gravidez, lactação, infância, adolescência, adultos e idosos.

1. Prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes, colesterol e cancro
A alimentação vegetariana rica em alimentos vegetais, naturais, pobres em gorduras saturadas e com baixo nível de sal ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares.
Os alimentos vegetarianos, frutas, cereais, legumes e hortaliças não têm colesterol. Apenas os produtos de origem animal tem colesterol. Como os veganos tem um nível menor de colesterol no sangue, estão mais protegidos contra a formação de arteriosclerose, tromboses ou enfarte.
A alimentação vegana pode prevenir o cancro, melhora o sistema imunitário e elimina os radicais livres.

2. Obesidade e tensão arterial
A alimentação vegetariana previne doenças crónicas e a obesidade pela baixa ingestão de alimentos ricos em sal e gorduras saturadas.

3. Osteoporose
4. Desporto e resistência
Estudos comprovam que os atletas veganos têm mais resistência à fadiga do que os atletas não veganos.

5. Ética, ecologia e economia
A forma cruel como os animais de consumo são criados e mortos é um dos motivos que leva muita gente a tornar-se vegana.
A ecologia e a economia e solidariedade social encontram-se interligadas. A produção de proteína animal utiliza um número excessivo de recursos naturais. Para dar alguns exemplos, a conversão de proteína vegetal em animal ronda os 30 a 40%, e 8% para produzir carne de vaca. Para produzir 1 quilo de carne de vaca são precisos 17100 litros de água, enquanto para 1quilo de banana basta apenas 499 litros.

A alimentação vegana, por si, não é mais perigosa do que a alimentação omnívora. Desde que bem planeada conseguimos retirar dos alimentos todos os nutrientes que precisamos para o nosso organismo. O que acontece é que algumas pessoas retiram do prato os ingredientes de origem animal e não sabem como substituir ou substituem por alimentos análogos à carne, alimentos com excesso de hidratos de carbono, alimentos muito gordurosos ou carregados de sal e não fazem uma alimentação muito variada.

B12
Uma das grandes preocupações dos vegetarianos deve ser a suplementação de vitamina B12, que não existe nas plantas. Grande parte dos alimentos adequados para veganos é fortificada com vitamina b12, mas se não se consumir alimentos fortificados (como por exemplo as bebidas vegetais, as leveduras ou os cereais de pequeno almoço), pode optar por um comprimido sublingual.

 

proteína vegan

1 comment

  1. Boa tarde

    Ao tempo que pesquisava algo que me pudesse ajudar nesta fase. Sou apenas vegetariana. Não é fácil encontrar produtos no sitio onde moro, apenas para alimentação. Fiquei contente de ter encontrado este site

    Responder

Escreva uma resposta ou comentário