Agosto 18 2015 3Comentários

sociedadevegan.com renovado

comsética vegan

Há muito tempo que planeava uma mudança no website.

Quando criei o website sociedadevegan.com, quis fazer um site para partilhar conhecimentos e também aprender, uma vez qu me sentia “a única vegana no mundo”, não conhecia outros veganos e achei que este seria um local apropriado para partilhar e aprender.

O site começou como um sítio de partilha de informação, receitas, notícias e eventos veganos e foi a partir daí que surgiu o nome, um local de partilha e conhecimento, mas com o passar do tempo, comecei a sentir a necessidade de partilhar experiências pessoais e a vontade de criar artigos mais personalizados foi crescendo. O modelo do site anterior era impessoal e não se enquadrava nesta mudança.

Assim surge o website sociedadevegan.com renovado, um site pessoal, mas com a mesma vontade de divulgar notícias, eventos, locais para visitar etc.

Espero que goste da nova abordagem

The Humble Co

3 comments

  1. Olá,

    Parabéns pelo vosso site e pela iniciativa de promover a alimentação vegan e dar conhecimento à sociedade pelo sofrimento dos animais.

    Sou vegetariano desde Setembro de 1995, 20 anos e tornei-me frutariano em 1997, durante muito tempo fiz uma alimentação completamente frutívora, nessa altura criei uma fundação de Frutarianismo e um web site http://www.fruitarian.com para promover o frutarianismo.
    Entretanto tive vários problemas com a minha actividade profissional de empresário e pessoais e acabei por fechar o web site e não desenvolver a fundação. No entanto o domínio http://www.fruitarian.com ainda me pertence… e espero um dia voltar a activa-lo.

    Entretanto, por várias razões de socialização, a minha alimentação actual é apenas de 90% de fruta e o resto depende das ocasiões sociais onde sou vegetariano, mas ainda gosto de bolos… embora pouca coisa.

    Se precisarem de alguma colaboração para promover a alimentação vegan (organização de eventos e conferências, etc.) talvez possa colaborar.
    Em 1997, falar de vegetarianismo era já invulgar, falar de alimentação vegan era ser considerado “fundamentalista”… porém, falar de frutarianismo era práticamente um suicídio social… o que tornou a minha vida mais difícil de partilhar…
    Presentemente, o movimento RAWFOOD tornou-se bastante conhecido e ser vegan ou vegetariano já é mais aceitável nos restaurantes, por exemplo, o que torna mais eficaz qualquer iniciativa de divulgação.

    Bom, parabéns, se precisarem de colaboração e eu puder… fico feliz em contribuir para uma civilização com uma alimentação rica, saborosa mas isenta de ingredientes de origem animal e conviver com os animais em liberdade…

    António Almeida

    Responder
    1. Olá António
      Muito obrigada pelo seu e-mail. Irei, através desta plataforma, tentar divulgar o veganismo e os seus princípios. Dicas e ideias para partilhar são sempre bem vindas e mais conhecimento sobre frugivorismo nunca é demais e gostaria de ter mais informação sobre ele.
      Até breve

      Responder
      1. Olá Beatriz

        Ok, se quiser saber algum pormenor em particular, pode perguntar…
        A minha opinião é que a promoção do vegetarianismo em geral e do vegan em particular ainda está muito no inicio… e precisa de investimento e trabalho profissional para ganhar maior dinâmica e criar o impacto devido, no futuro gostaria de financiar projectos de longo prazo nesse sentido e inventar produtos e conceitos de produção de alimentos de origem frutívora/crudivora e vegan

        Pensei fazer isso em 1997 porém, nessa altura, tinha dinheiro para investir mas tive muita dificuldade em encontrar pessoas que fossem vegan ou crudívoras para poder fazê-lo em parasitem… e como tinha uma ocupação empresarial muito intensa decidi adiar para mais tarde o investimento profissional na promoção do frugivorismo…
        Entretanto tive problemas profissionais e pessoais e tive que encerrar a empresa.
        Agora não tenho o capital necessário para investir e tenho que esperar até conseguir de novo gerar capital para poder investir correctamente…

        Agora há uma geração nova muito sensível ao vegetarianismo e vegan como estilo de vida…. tenho 2 filhas que são vegetarianas uma com quase 30 anos e outra com 25 anos e é fácil encontrar jovens com essa mudança… com algum investimento profissional, julgo que é possível gerar uma “onda de mudança” vegan…

        Desta forma, interessa-me encorajar e ajudar… os empreendedores novos com coragem e ideias para promover a alimentação e estilo de vida vegan

        Porém, também sou inventor/empresário… e a minha perspectiva é de investir com qualidade profissional na promoção das ideias vegan e frugívoras, quando conseguir capitalizar–me outra vez, assim farei.

        O seu site está muito agradável e simples, parabéns

        Responder

Escreva uma resposta ou comentário