Fevereiro 14 2018 0Comentários
Venus_Williams_(9630793483)

Veganismo e atletas de alto nível

queijo vegan

Photo by Edwin Martinez/ CCO

Quando se pensa em atletas de alta performance, eles logo são associados a um estilo de vida regrado, com hora certa para comer, para dormir e muito, mas muito treino físico e mental. E isso não está errado, a vida de um atleta, seja de esportes da mente ou de categorias tradicionais, envolve muita disciplina. Portanto hoje vamos falar um pouco sobre um dos assuntos mais importantes na vida de uma atleta profissional, a alimentação, listando alguns esportistas que adotaram o veganismo ou seguem seus preceitos.

Um dos principais eventos esportivos do mundo acabou de acontecer nos Estados Unidos, o Super Bowl, e uma das estrelas de destaque desse jogo é o _quarterback_ do New England Patriots, Tom Brady. Cinco vezes campeão e um dos atletas com mais títulos na carreira, o marido da modelo brasileira Gisele Bündchen afirmou em entrevista ter encontrado a fórmula para estar sempre no topo: uma alimentação saudável e muito treino. Boa parte de sua dieta é vegan, com alimentos que não são processados ou alterados pelo homem e sua indústria. Ele inclusive já declarou que, mesmo estando perto dos 41 anos, sua recuperação muscular continua impressionando os profissionais da área, e para alguns a alimentação do atleta está totalmente ligada a este desempenho impressionante.

Outra estrela do mundo esportivo que também já declarou ser vegana é o profissional canadense Daniel Negreanu. Mais jovem vencedor de um bracelete da World Series of Poker, o atleta do poker decidiu se tornar vegan em 2006 após seis anos de vegetarianismo. Depois de um ótimo início de carreira, ele não se sentia da mesma forma, então tomou a decisão de abandonar a sua antiga dieta baseada em hambúrgueres e bife. Hoje ele é um ativista da causa e diz que no começo sofreu preconceito dos colegas de profissão, mas agora eles apoiam e até pensam em tentar.

Venus Williams é outro nome que se destaca quando o assunto é atleta de alta perfomance e veganismo. Isso pois, para ela, se tornar vegana foi a única opção para voltar a fazer o que mais ama, jogar tênis. Quando diagnosticada com a síndrome de Sjogren, Venus teve que abandonar as quadras, pois ela atacou seu sistema imunológico e a atleta passou a sentir muitas dores nas juntas. Foi aí que ela decidiu mudar o rumo das coisas começando pela alimentação, a atleta adotou o veganismo crudívoro, passando a comer apenas alimentos cozidos a no máximo 45 graus celsius. Segundo Venus, essa mudança foi o que possibilitou ela de mais tarde voltar para as quadras com um desempenho ainda melhor.

Uma outra lenda do esporte que também recorreu ao veganismo por uma vida mais saudável foi o ex-campeão de boxe peso-pesado Mike Tyson. O atleta disse ter sido diagnosticado com obesidade e a partir disso, acabou descobrindo o veganismo com sua ex-esposa. Hoje com 90 kg a menos e uma vida muito mais saudável, o ex-atleta já disse em diversas entrevista que através do veganismo ele voltou a ter uma rotina de treinos e uma vida muito mais saudável.

O inglês multicampeão de Fórmula 1, Lewis Hamilton, é outra lenda do mundo esportivo que descobriu através do veganismo um jeito mais saudável de levar a vida, além de melhorar o seu desempenho durante as corridas. Segundo Lewis, sua opção pelo veganismo se deu após assistir a um documentário sobre os maus tratos contra os animais durante o processo de fabricação das carnes, além da quantidade de química adicionada. Por ter um histórico de hipertensão na família, Lewis decidiu mudar radicalmente sua alimentação para que pudesse colher os frutos de uma vida mais saudável em um futuro próximo – acho que já está dando certo, não é?

Uma alimentação saudável é o primeiro passo para um atleta atingir o alto nível, independentemente da categoria escolhida, e o veganismo tem se mostrado cada vez mais importante na obtenção de bons resultados. Com uma dieta extremamente saudável o corpo passa a funcionar melhor, e como a gente já sabe: mente sã, corpo são.

proteína vegan

Escreva uma resposta ou comentário